vamos ao cinema ou comer uma pipoca?

Numa sociedade fundada no lucros, na sua fase superior, o neoliberalismo, que trata de transformar tudo em mercadoria, tudo tendo preço, tudo se vende, tudo se compra - a cultura é uma vitima privilegiada.

Pense comigo, um casal vai ao cinema com seu filho único, já são duas inteiras e uma meia entrada, o que equivale mais ou menos a quase 30R$, mas não é só isso, temos também a pipoca, que se o seu filho for mimado e estiver com fome, concerteza vai querer uma e também um refrigerante. No final das contas, você acaba gastando 50~60R$ por alguns minutos de lazer em família (repare que estou jogando números BEM baixos), o que é absurdo, porquê nem todos tem condições de arcar com esses custos, é por isso que digo que a cultura no Brasil é elitizada e classista.

Um outro fator importante nesse tema são os livros, que, em minha opinião, são um dos maiores expoentes da cultura. A literatura, atualmente no Brasil, é totalmente elitista, as editoras cobram um preço absurdo por um livro apenas porquê ele tem uma folha de qualidade, uma arte na capa e um prefácio escrito por algum critico famoso, o que não interessa ao populacho, o populacho quer o conteúdo, independente em que material está escrito. Apesar de tudo, tem uma saída para isso, os sebos, entretante, você não irá achar lançamentos ou best-sellers em sebo a preço acessíveis, são todos no mesmo preço da livraria. O preço de um classico da literatura estrangeira, atualmente, só por essas firulas, sai mais ou menos de 35~80R$, é um roubo. Você pode me dizer pra ir a biblioteca, mas duvido que sua biblioteca municipal, tenha clássicos como Dostoievski, Orwell, Huxley, Shakespeare, Austen, Wilde, Joyce e entre outros grandes autores da literatura estrangeira.

Pelo menos essa parte dos livros eu tenho uma solução, não é tão acessível também mas já é alguma coisa... Aprenda a ler em inglês, os livros em inglês tendem a ser BEM mais baratos, pois lá eles usam material barato para produzir o livro e, consequentemente, também cobram barato. Caso você tiver paciencia, pode também baixar um e-book na internet. (Eu, particularmente, odeio e-books).

Essa vai para as editoras... por quê não fazer dois tipos de edições? uma 'econômica'/'popular', com apenas o conteúdo, capa mole, sem arte na capa, folha sem qualidade. E, uma outra 'king'/'premium', com todas essas firulas que já foram citadas, que, particularmente, não passam de futilidade e tem como unica função banalizar a literatura.

Show de bandas internacionais nem se fala, principalmente quando é um cantor que passa uma mensagem ou te passa cultura... Um exemplo é o show do Bob Dylan em 2008, eu paguei exatos 180R$ pela meia entrada, num lugar ruím onde mal dava pra ver o show e sentado em uma cadeirinha.

Mas quer saber da verdade? Isso tudo é proposital, quem manda nesse país não quer que obtenhamos conhecimento, pois se obtemos conhecimentos, tornamo-nos criticos e não é isso que eles querem, eles querem carneiros fáceis para ordenha, carneiros que sigam suas ordem cegamente e não causem problema a eles.

A unica solução aparente no Brasil atual, é a democratização da cultura, ou seja, usar de meios alternativos como, e-books, download de filmes, mp3, entre outros.

Sem mais delongas, vai ao leitor que me lê agora uma dica: Se você correr atrás do conhecimento, você vai conseguir, mesmo que você não tenha recursos o suficiente pra comprar um livro ou ir a um show, corra atrás, procure conhecer, pode apostar, você não vai se arrepender.

1 comentários:

Prof. David disse...

Ai Danilo, esta sua critica não só é muito pertinente como acho que deveriamos divulga-la cada vez mais em nossa escola.
Talvez, se muitas pessoas a lerem possamos sair do estado estacionário em que a sociedade se encontra.
Como pude perceber voce se lembra de nossas conversas anteriores sobre as publicação dos livros em dois formatos, que voce diz no texto, acho que um possivel "plano de ação" para tentar transformar a realidade é fazer com que muitas pessoas se solidarizem com esta causa e providenciar que as editoras tomem conhecimento dessas nossas angustias.
Voce não esta sozinho nessa jornada, estou la com você.
Gostaria de parabeniza-lo pela inciativa.
Abraços David

Postar um comentário